Barra
Connect with us

Geral

Especialistas explicam porque celebridades como Luva de Pedreiro

Published

on

“O Brasileiro foi nascido e criado na cultura da novela e gosta de acompanhar o dia-a-dia das pessoas”, afirma Bernardo Pontes_

Quais os motivos que levam celebridades do mundo digital a terem mais seguidores do que entidades e clubes centenários? Apenas para citar um exemplo, o influencer Luva de Pedreiro, que caiu nas graças de jogadores e fãs do mundo inteiro com suas postagens batendo faltas com perfeição em um campo de terra batido, no interior da Bahia, possui 41 milhões de inscritos. Já a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) tem menos da metade desses números, em torno de 19 milhões de seguidores.

“O Brasileiro foi nascido e criado na cultura da novela. Gosta de acompanhar o dia-a-dia das pessoas, de saber o que ela come, o que faz, quem são os amigos, como é o pai, como é a casa. No Brasil, tem muito esse conceito de celebridade. E na CBF, no caso, a geração de conteúdo é sazonal. Então, quando não tem jogo, convocação ou questões quentes de seleção, acaba perdendo o apelo”, afirma Bernardo Pontes, consierado um dos principais especialistas em marketing de influência do país.

Sócio de Whindersson Nunes na Alob Sports, empresa especializada nesta área, e que atua no segmento aproximando marcas de agentes no esporte, como Gillette, Ambev, Adidas, Premiere e McDonald’s, do também influencer Negrette, e de atletas e ex-jogadores, entende que essa questão é cultural e está enraizada no DNA do brasileiro, ele entende que o ‘fenômeno Luva de Pedreiro’ atingiu essa patamar pela explosão global.

“Ele passou a ser visto por fãs de todo o mundo, que se identificaram com ele muito rapidamente. Atrelado a isso teve o papel de jogadores de futebol, filho de atletas, como do Cristiano Ronaldo, por exemplo, que passaram a imitar e gravar vídeos do Luva. O bordão dele pegou, todo mundo falou, e então as pessoas se perguntaram ‘quem é esse cara’. Começaram a seguir e deu no que deu”, complementa.

_Os mais seguidos_

*Luva de Pedreiro: 41 milhões*

Instagram: 18.4 mi

Twitter: 1.1 mi

Youtube 1.9 mi

Tik Tok: 19.6 mi

*Fred e Desimpedidos: 32,3 milhões*

Instagram Fred 9.1 mi

Instagram Desimpedidos 6.3 mi

Twitter Fred: 655 mil

Twitter Desimpedidos: 2,5 mi

Youtube Desimpedidos: 9.2 mi

Tik Tok Fred: 2.9 mi

Tik Tok Desimpedidos: 1.6mi

*CBF: 18,7 milhões*

Instagram: 11.5 mi

Twitter: 5.4 mi

Youtube: 1.5 mi

Tik Tok: 22.9 mil (CBF TV)

18,7 milhões

*Flamengo: 36,4 millhões*

Instagram: 14,9 mi

Twitter: 9,6 mi

Youtube: 6,5 mi (Fla TV)

Tik Tok: 5,4 mi

O youtuber Fred, do canal Desimpedidos, era o influenciador brasileiro com mais seguidores nas redes sociais antes do aparecimento do Luva, com mais de 32 milhões de seguidores (somadas as contas dele e do canal Desimpedidos).

Entre os clubes brasileiros, também com algumas de suas contas criadas há mais de dez anos, o Flamengo atingiu a marca de 36 milhões de inscritos, muito em razão do crescimento da Fla TV e do Tik Tok nos últimos anos.

Ainda que fique bem distante do Luva, a CBF conquistiu em meados deste ano quase 5 milhões de novos fãs, de acordo com estudo realizado pelo Ibope Repucom registrando dados dos últimos dois anos.

Entre as plataformas da CBF que mais cresceram, estavam o Instagram, com 3,6 milhões de novas inscrições, e o Twitter, com 603 mil.

“Não acho que o Luva de Pedreiro e a CBF sejam exatamente comparáveis, mas esses números falam muito sobre o que se prefere consumir de conteúdo nos dias atuais. Isso pode ajudar a entidade a pensar na necessidade de buscar novas formas de se conectar com o público mais jovem e que consome esse tipo de assunto a partir do futebol”, acrescenta Armênio Neto, executivo em novos negócios do esporte.

Ainda assim, Iran Ferreira, o Luva, segue imbatível na frente mesmo tendo anunciado uma pausa na produção de seus conteúdos, há cerca de uma semana. A alegação do influenciador, que apagou todos os vídeos de sua principal rede social, o Instagram, é a de que ele queria ‘viver vida normal”. Nos dias seguintes a esse anúncio, ele disse que cumpriria todos os contratos com seus patrocinadores e que voltaria mais forte.

Neste último domingo (18), Luva de Pedreiro foi convidado pelo Palmeiras e a presidente Leila Pereira a assistir a vitória do Verdão por 1×0 sobre o Santos, no Allianz Parque. Após o confronto, ele ficou no vestiário e tirou fotos e se encontrou com os atletas palmeirenses.

Para o especialista Bernardo Pontes, o maior desafio do influenciador neste momento é entender as necessidades desta nova fase profissional.

“As coisas aconteceram muito rápido na vida dele, a dinâmica mudou da noite para o dia, de repente numa velocidade em que ele não estivesse preparado. Além da criação do conteúdo, que é diária, o influenciador também passa a ter uma série de obrigações e compromissos quase que 24 horas, e até em razão disso também passa a ser julgado”, finaliza.

Continue Reading
Advertisement

Geral

Fundação Paulistana: Vinte anos transformando vidas e criando oportunidades

Published

on

A Fundação Paulistana de Educação, Tecnologia e Cultura, entidade da administração indireta da Prefeitura de São Paulo, vinculada à Secretaria de Governo Municipal, está celebrando 20 anos de atuação.

Foto: Felipe Damper


Sua missão é promover a educação profissional, o trabalho e a cultura, visando o desenvolvimento social, cultural, tecnológico, territorial e econômico solidário, especialmente nas áreas mais periféricas da cidade de São Paulo.
Ao longo dessas duas décadas, a Fundação Paulistana tem sido um pilar essencial para a formação profissional e a inserção no mercado de trabalho de milhares de paulistanos.


Suas atividades de ensino, pesquisa e extensão alinham-se com as demandas da população e as políticas públicas do Executivo Municipal, contribuindo significativamente para o desenvolvimento metropolitano.

Parcerias Estratégicas e Iniciativas Transformadoras


Uma das recentes conquistas da Fundação Paulistana é a renovação da parceria com o Instituto Capim Santo para o programa Cozinha Escola. Este programa, focado no eixo da gastronomia, visa capacitar 4.000 munícipes através de cursos, workshops e treinamentos práticos. A iniciativa busca desenvolver habilidades essenciais para ingressar no mercado de trabalho e fomentar o empreendedorismo no setor gastronômico.


“Estamos muito entusiasmados em renovar nossa parceria com o Instituto Capim Santo para capacitar mais munícipes na área da gastronomia,” afirma Juliano Pasqual, diretor geral da Fundação Paulistana.


Liderança e Compromisso


Juliano Pasqual, que recentemente assumiu a direção geral da Fundação Paulistana, tem sido uma força motriz na ampliação e fortalecimento das iniciativas da instituição. Com uma visão estratégica e um profundo compromisso com a inclusão social e a geração de oportunidades, Pasqual tem liderado a Fundação em uma nova era de crescimento e impacto social.

“A assinatura desses termos representa um passo significativo na nossa missão de preparar os cidadãos de São Paulo para os desafios do mercado de trabalho,” destaca Pasqual.
 
O Futuro: Qualificação e Desenvolvimento


Com um investimento público de R$ 48 milhões destinado a projetos de qualificação profissional, a Fundação Paulistana está preparada para continuar sua trajetória de sucesso, oferecendo cursos gratuitos em diversos setores, como Comércio e Varejo, Economia Criativa, Indústria, Saúde, Tecnologia e Inovação, entre outros. A expectativa é que essas ações resultem na certificação de milhares de munícipes, promovendo a elevação de suas competências técnicas e comportamentais e garantindo sua inserção produtiva no mercado de trabalho.


São Paulo: A Cidade das Oportunidades


Com iniciativas como estas, a Fundação Paulistana reafirma seu compromisso em transformar vidas e reduzir desigualdades, consolidando São Paulo como a cidade das oportunidades. A parceria sólida com a Prefeitura de São Paulo é fundamental para o sucesso de seus projetos, permitindo que cada vez mais paulistanos tenham a chance de alcançar seus sonhos e construir um futuro melhor.


Para mais informações sobre os programas e iniciativas da Fundação Paulistana, visite nosso site ou siga-nos nas redes sociais.
 
AF Conexão- jornalista responsável Andrea Feliconio.

Continue Reading

Geral

SIS oferece curso de qualificação para professores

Published

on

By

Realizado no começo de junho, o programa terá mais de 10 opções de cursos para os profissionais da educação

 Nesta sexta-feira (07), a Swiss International School (SIS), um dos maiores e mais antigos conglomerados de educação privada europeu, promove o evento Professional Development para os mais de 200 docentes brasileiros do grupo. A iniciativa ocorre no Windsor Barra Hotel, localizado no Rio de Janeiro, com direito a uma série de workshops pensados para o aprimoramento, formação e qualificação dos professores. 

A abertura contou com uma sessão de boas-vindas conduzida por Carolina Vieira, CEO do grupo SIS Brasil. Depois disso, haverá uma palestra “Inteligência Artificial em Sala de Aula”, que terá como porta-voz a jornalista e especialista em inovação Dora Kaufman. Dora tem como missão inserir a IA em temas críticos à sociedade e é  professora do Programa Tecnologias da Inteligência e Design Digital da Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (TIDD PUC-SP).

Após a palestra, os professores seguirão para a Escola Nova by SIS,  para o início de mais um módulo de treinamento, que terá uma série de atividades e workshops pensados nas tendências atuais. Cada professor escolheu três cursos diferentes para participar. Os workshops contam com especialistas convidados, oferecendo um momento aprofundado de aprendizado. Os cursos permeiam diversos temas e repertórios que visam contribuir para a formação docente, entre eles: 

  • Desafios na sala de aula: pensando as relações no processo ensino-aprendizagem;​
  • Sustentabilidade e ESG​;
  • Infância e a dimensão estética;
  • Criança, Tecnologia e Arte; ​
  • Gamificação​;
  • Mindfulness e a comunicação não violenta para educadores​;
  • Bilinguismo e diferenciação​;
  • Raising students outcomes in writing (Melhorar os resultados na escrita dos estudantes).

Carolina Vieira destaca a intenção de fortalecer o ensino e os vínculos estudantis: “O Professional Development foi pensado para melhorar a formação do nosso corpo docente, transformando nosso ensino e aprofundando as relações entre os profissionais, para um ensino mais entrosado e atualizado”.

A SIS Swiss International School é um grupo colegial com unidades na Suíça, Alemanha e Brasil. Com um ensino voltado para a formação de alunos bilíngues, as escolas são qualificadas com o IB Diploma, um certificado reconhecido em diversas universidades ao redor do mundo. 

Continue Reading

Geral

Amor e Autismo: neurologista Dr. Matheus Trilico explica os desafios e possibilidades nos relacionamentos amorosos

Published

on

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) não é um impedimento para a vida amorosa. Independentemente do grau do TEA, relacionamentos afetivos são possíveis e podem ser experiências incríveis e enriquecedoras. No entanto, é fundamental respeitar as vontades e necessidades individuais de cada pessoa, pois nem todos com TEA desejam se envolver romanticamente.


Adultos com TEA podem enfrentar desafios únicos em seus relacionamentos amorosos, como dificuldades na comunicação e interação social.


“Para um relacionamento saudável e duradouro, é essencial estabelecer uma comunicação clara e objetiva. Isso ajuda a fortalecer os laços do casal e a evitar mal-entendidos”, explica o Dr. Matheus Trilico, neurologista referência em Autismo e TDAH em adultos no Brasil. “


Além da comunicação, o neurologista ressalta que o respeito mútuo e o consentimento são pilares fundamentais em qualquer relacionamento, especialmente quando um ou ambos os parceiros têm TEA. É importante estabelecer regras e limites claros, levando em consideração as necessidades sensoriais e emocionais de cada indivíduo.


Segundo Dr. Matheus, por exemplo, se um parceiro com TEA tem dificuldade com contato físico prolongado, é essencial que o outro parceiro respeite esses limites e encontre formas alternativas de demonstrar afeto, como palavras de carinho ou gestos claros.


“A interação social também desempenha um papel crucial nos relacionamentos amorosos. Para pessoas com TEA, expressar sentimentos pode ser um desafio, por isso é importante criar um ambiente seguro e acolhedor onde ambos os parceiros se sintam à vontade para compartilhar suas emoções e pensamentos”, enfatiza o neurologista, que é referência no assunto.

O médico fala também que, nos últimos anos, tem havido uma maior conscientização sobre as necessidades dos adultos com TEA, o que levou ao desenvolvimento de serviços e produtos específicos para esse público. Os aplicativos de relacionamento, por exemplo, podem ser uma ferramenta útil para conectar pessoas com interesses e experiências semelhantes, permitindo uma compreensão mútua antes mesmo do contato físico.


Dr. Trilico cita o exemplo de Sarah (nome de paciente fictício), uma mulher de 28 anos com TEA: “Ela conheceu parceiro atual através de um aplicativo de namoro, pois era impensável iniciar um relacionamento conversando diretamente com a outra pessoa. Finalmente, quando se encontraram fisicamente, a surpresa foi grande. Ambos estavam no espectro! Sarah disse ter sido reconfortante saber que estavam na mesma situação desde o início e que podiam ser eles mesmos, sem medo de julgamentos”.
 
Para Dr. Matheus não há uma fórmula única. Cada indivíduo e cada relacionamento é único. O mais importante é ser fiel a si mesmo, respeitar seus próprios limites e se abrir para a conexão emocional em seu próprio ritmo.


“O amor é a base da vida. E com atitudes positivas e entendimentos verdadeiros, os relacionamentos serão uma experiência única e de crescimento mútuo. Viva do Dia dos Namorados”, completa o neurologista.

Dr. Matheus Luis Castelan Trilico – CRM 35805PR, RQE 24818.


– Médico pela Faculdade Estadual de Medicina de Marília (FAMEMA);


– Neurologista com residência médica pelo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (HC-UFPR);


– Mestre em Medicina Interna e Ciências da Saúde pelo HC-UFPR;


– Pós-graduação em Transtorno do Espectro Autista.

Continue Reading

Trending

Copyright © MoneyFlash - Todos os Direitos Reservados. Site Parceiro do Terra