Barra
Connect with us

Business

“O ministro chegou ontem, quis sentar na janelinha e sentou”, dispara Boris Casoy sobre novo Ministro

Published

on

Na manhã dessa segunda-feira (21), o jornalista Boris Casoy criticou a decisão do novo Ministro Cássio Nunes, na qual suspendeu um trecho da ficha limpa.  Em sua opinião isso irá facilitar a corrupção no Brasil. “Não vou entrar em detalhes, mas vai facilitar os condenados pela ficha limpa, daqueles que não podem se candidatar”.

Segundo o jornalista essa ação irá favorecer somente a corrupção desenfreada que tomou conta do país. “As forças Satânicas!! da política Brasileira estão reagindo de maneira lenta, maquiavélica”.

O “Jornal do Boris” tem transmissão ao vivo sempre às 8 da manhã pelas redes oficiais de Boris Casoy (YouTube, Facebook, Twitter, Periscope) e Alpha Channel TV, o jornalístico de meia hora  também é exibido pela TV Gazeta, logo na sequência, às 8h45, com apoio da Ultrafarma.

Confira: https://www.youtube.com/watch?v=BhDAUPgs4_E&feature=youtu.be

Continue Reading
Advertisement

Business

O Brasil é Um dos Piores Lugares do Mundo para Empreender

Published

on

Mesmo com um mercado gigantesco e um povo cheio de ideias, empreender no Brasil pode ser um verdadeiro labirinto. Estudos importantes como o Índice de Facilidade de Fazer Negócios, do Banco Mundial, e o Relatório Global de Competitividade, do Fórum Econômico Mundial, colocam o Brasil numa posição nada invejável. Eles mostram como a burocracia, os impostos altos e os problemas de infraestrutura complicam a vida de quem quer abrir e manter uma empresa aqui. Além disso, a economia do país sobe e desce como uma montanha-russa, tornando tudo ainda mais imprevisível para negócios e investidores.

Mas será que tudo está realmente perdido? O contador e mestre em negócios internacionais, André Charone, que estudou Empreendedorismo em Países Emergentes na Universidade de Harvard, acredita que, com algumas mudanças importantes, como simplificar as regras para as empresas, rever os impostos e melhorar estradas e portos, o Brasil pode sim se tornar um lugar incrível para empreender.

“O Brasil tem tudo para ser um líder econômico global, só precisa ajustar os trilhos para que os negócios possam acelerar sem tantos obstáculos”, André Charone.

Labirinto Burocrático: A Complexidade que Atrasa os Negócios.

No Brasil, enfrentar a burocracia é como tentar sair de um labirinto sem fim, especialmente para quem está tentando dar vida a uma nova empresa. André Charone aponta que esse emaranhado de procedimentos e regulamentações não só atrasa a abertura de empresas, mas também faz com que os custos operacionais disparem. Em um cenário global onde agilidade e eficiência são fundamentais, essa realidade coloca as empresas brasileiras em uma posição desfavorável na corrida internacional.

Esse problema burocrático é tão sério que o Brasil figura na 124ª posição no Índice de Facilidade de Fazer Negócios, entre 190 países avaliados. Para se ter uma ideia do impacto disso no dia a dia das empresas, estudos apontam que, em média, são necessárias cerca de 1.500 horas por ano apenas para que uma empresa consiga cumprir com todas as exigências tributárias e fiscais do país. “Esse número exorbitante de horas dedicadas à burocracia não só consome um tempo valioso, mas também representa um custo elevado para as empresas, dificultando ainda mais a jornada de quem empreende no Brasil”, reforça Charone.

Carga Tributária Exorbitante e Complexidade Fiscal

No Brasil, lidar com os impostos é como tentar encontrar a saída de um labirinto especialmente complexo e cheio de armadilhas. As empresas se deparam com uma teia de taxas, contribuições e regras fiscais que frequentemente se contradizem ou se sobrepõem, tornando o sistema tributário brasileiro um dos mais complicados do mundo. André Charone ressalta que essa complexidade e a alta carga tributária não só reduzem os lucros das empresas, mas também as obrigam a buscar especialistas para não se perderem nesse emaranhado. Segundo o contador e mestre em negócios internacionais, isso eleva ainda mais os custos operacionais dos empreendimentos tupiniquins.

Para ilustrar o peso dessa carga, um estudo recente da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) revela que a carga tributária no Brasil é uma das mais elevadas entre os países emergentes, representando mais de 33% do Produto Interno Bruto (PIB). Esse índice coloca uma pressão enorme sobre as empresas, que precisam dedicar uma parcela significativa de seu tempo e recursos apenas para o cumprimento dessas obrigações fiscais

Infraestrutura e Logística: Desafios na Distribuição

A infraestrutura e a logística no Brasil trazem desafios significativos para as empresas, impactando diretamente sua eficiência e elevando os custos de operação. Problemas como estradas em condições ruins, uma rede ferroviária limitada, e o alto custo de transporte são verdadeiras pedras no sapato para quem tenta fazer negócios no país. Estas questões não só aumentam as despesas com logística, mas também colocam um freio na capacidade das empresas de competir de igual para igual no mercado.

Dados indicam que o Brasil gasta apenas uma fração do que seria necessário em infraestrutura, com cerca de 2% do seu Produto Interno Bruto (PIB) investido na área, enquanto especialistas recomendam um investimento de pelo menos 4% para atender às necessidades básicas de desenvolvimento. Segundo André Charone, essa deficiência se reflete diretamente no custo Brasil – um termo que descreve os diversos custos adicionais que as empresas enfrentam operando no país, incluindo, mas não limitado a, custos logísticos elevados. “Esses desafios infraestruturais e logísticos não apenas tornam mais caro fazer negócios no Brasil, mas também afetam a agilidade e a capacidade das empresas de servir seus clientes de maneira eficaz, sublinhando a urgente necessidade de investimentos e reformas nessa área”, ressalta o mestre em negócios internacionais.

Existe Luz no Fim do Túnel?

Apesar dos numerosos desafios que delineiam o cenário empresarial do Brasil, o país ostenta um potencial inegável para se tornar uma potência econômica. No entanto, para transformar esse potencial em realidade, é imperativo que sejam implementadas reformas estruturais profundas e coerentes. Segundo André Charone, as soluções passam necessariamente por uma reforma tributária completa e abrangente que verdadeiramente simplifique o sistema de impostos, tornando-o mais justo e menos oneroso para as empresas. Tal medida reduziria a complexidade e o custo associado à conformidade fiscal, incentivando assim o empreendedorismo e atração de investimentos.

Além disso, o contador destaca que uma reforma administrativa que modernize a máquina pública é essencial para desburocratizar os processos de abertura e gestão de empresas no país. Segundo ele, isso inclui a digitalização de serviços, a implementação de janelas únicas para processos empresariais e a eliminação de redundâncias regulatórias que hoje asfixiam o potencial empresarial. Investimentos maciços em infraestrutura e educação também se fazem necessários para garantir que as empresas possam operar eficientemente e que o país possa desenvolver o capital humano capaz de sustentar e expandir a inovação. A colaboração entre o setor privado e o governo é fundamental nesse processo, requerendo um comprometimento conjunto para uma visão de longo prazo do desenvolvimento econômico do Brasil.

Para Charone, a implementação dessas reformas não apenas criaria um ambiente mais favorável aos negócios, mas também posicionaria o Brasil como um líder atrativo no mercado global, capaz de competir de igual para igual com outras economias avançadas. O caminho para um Brasil mais próspero e inovador está claro. Agora, é essencial que haja vontade política e um esforço conjunto da sociedade para realizar as mudanças necessárias, garantindo assim um futuro econômico brilhante para o país.

Sobre o autor:

André Charone é contador, professor universitário, Mestre em Negócios Internacionais pela Must University (Flórida-EUA), possui MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria pela FGV (São Paulo – Brasil) e certificação internacional pela Universidade de Harvard (Massachusetts-EUA) e Disney Institute (Flórida-EUA).

É sócio do escritório Belconta – Belém Contabilidade e do Portal Neo Ensino, autor de livros e dezenas de artigos na área contábil, empresarial e educacional.

André lançou dois livros com o tema “Negócios de Nerd”, que na primeira versão vendeu mais de 10 mil exemplares. Os livros trazem lições de gestão e contabilidade, baseados em desenhos e ícones da cultura pop.

Instagram: @andrecharone  

Imagem: Consultório da Fama

Continue Reading

Business

Conheça os cuidados necessários para um armazenamento de grãos eficaz no Brasil

Published

on

Recém inaugurada, Unidade Armazenadora da Comigo, a maior do Estado de Goiás, executada pela Construtora Fetz e GP Asfalto, é destaque nacional do Agronegócio Brasileiro

A armazenagem de grãos é uma das principais técnicas que o produtor utiliza para conduzir a produção dos grãos e ter noção daquilo que foi produzido. Além disso, garante a qualidade e a segurança de que aqueles grãos produzidos estarão aptos ao consumo.

Um dos principais benefícios de uma boa armazenagem, é garantir que o grão mantenha todas as suas características, desde a colheita até a distribuição. Para isso, é necessário um cuidado especial para que ocorra um armazenamento de grãos eficaz.

Recentemente, a Cooperativa Agroindustrial dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano (Comigo), inaugurou uma nova Unidade Armazenadora localizada em Mineiros (GO).

Com auxílio da GP Asfalto e da Construtora Fetz, foi construída uma estrutura, considerada a maior do Estado de Goiás, com capacidade de armazenamento estático para 3,3 milhões de sacas de grãos, e que será utilizada para soja e milho.

Ambos os produtos, são um dos principais tipos de grãos produzidos no Brasil. Sendo que em 2024, a produção de milho deve alcançar os 116,1 milhões de toneladas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.

Segundo informações da Comigo, a unidade, inaugurada em janeiro de 2024, é uma das mais modernas e conta com automatização em todos os processos de recepção e secagem de grãos. A estrutura conta com balanças, sistema de aeração, termometria e dois secadores com capacidade para 150 toneladas por hora, que devem agilizar o processo de chegada dos grãos e reduzir as filas.

Tais desempenhos são essenciais para um melhor cuidado e manejo dos grãos, não afetando no resultado final da produção, e fazendo o que a Armazenagem propõe, que é garantir que o grão mantenha todas as suas características, desde a colheita até a distribuição.

“O produtor vai ter condições, facilidade e agilidade para entregar os grãos na nova unidade. É um investimento bastante expressivo”, ressaltou o presidente do Conselho de Administração da Comigo, Antonio Chavaglia.

Conheça alguns cuidados necessários para uma armazenagem de grãos eficaz no Brasil

1 – Limpeza e secagem
É necessário que antes de serem armazenados, os grãos estejam limpos e secos, ou seja, livre de impurezas, restos culturais e doenças, como fungos, por exemplo.

Já a secagem também é necessária, principalmente se o produto passou por algum processo úmido ou esteve em um ambiente com certa umidade. Para uma boa armazenagem, o ideal é que o milho esteja com a umidade em torno de 12%; e a soja, em 11%.

2 – Termometria
A temperatura nos silos também é essencial. Isso é um dos principais fatores que interferem diretamente na qualidade final do produto. Na Unidade Armazenadora recém inaugurada pela Comigo, estão disponíveis termometria de alta qualidade, garantindo assim que o produto tenha uma excelente qualidade enquanto armazenado e também pós-armazenamento.

3 – Local próprio para armazenagem
Além de todos os detalhes já citados, não podemos esquecer do local próprio para armazenagem do grão. Um silo moderno e com tecnologia, é uma das principais opções. Com isso, a Comigo criou essa nova estrutura.

“Os armazéns são feitos para atender a demanda do associado, que é o principal motivo da cooperativa existir. Temos essa ligação forte com o associado e com o produtor rural e aqueles produtores que não têm armazém, às vezes, têm dificuldade na hora de entregar. Por isso, a cooperativa tem muita capacidade armazenadora”, diz Chavaglia, presidente da Comigo.

Continue Reading

Business

Quer alavancar sua empresa , Flexibilidade e diversidade são vantagens do CEO de aluguel

Published

on

A Conselheira Consultiva Andria Tuma afirma que do CEO as a Service fornece orientação estratégica e técnica.

No dinâmico mundo dos negócios, a busca por soluções inovadoras e flexíveis é constante. É nesse contexto que surge o conceito revolucionário do CEO de Aluguel, também conhecido como CEO as a Service. A conselheira consultiva Andria Tuma explica sobre o serviço. 

“Imagine ter acesso imediato a um CEO experiente, capaz de cuidar da sua empresa, moldar estratégias para meses e fornecer insights valiosos para decisões técnicas cruciais. É como ter um guia experiente ao seu lado, pronto para ajudar a enxergar além do óbvio.Esse serviço sob demanda, oferecido por assinatura, se adapta perfeitamente às necessidades de cada empresa, independentemente do seu tamanho. A popularidade do CEO de Aluguel cresceu rapidamente, e não é à toa que ele se tornou conhecido dessa forma. Esse modelo de contratação permite que as empresas acessem habilidades e experiências de CEO altamente qualificados, sem o ônus de investir em treinamento e desenvolvimento interno”, explica. 

Ela afirma que uma das principais tendências do CEO as a Service é a utilização de profissionais experientes e altamente qualificados, que fornecem orientação estratégica e técnica. “Eles são especialistas em identificar tendências de mercado e inovações, desenvolvendo planos para capitalizar essas oportunidades. Trabalhando em estreita colaboração com a equipe de gestão estratégica da empresa, garantem a implementação eficiente das estratégias delineadas”, ressalta. 

De acordo com Andria, a flexibilidade é uma das grandes vantagens desse modelo. “Em vez de comprometer-se com um CEO em tempo integral, as empresas podem contratar um profissional por um período específico. Isso é ideal para momentos de crescimento acelerado ou para liderar projetos específicos, oferecendo acesso às habilidades de um CEO sem amarras a longo prazo”.

Ainda segundo a especialista, outra vantagem é a diversidade de habilidades e experiências acessíveis. Ao optar por um CEO as a Service, as empresas podem escolher profissionais que atendam exatamente às suas necessidades específicas. Seja para implementar tecnologias de ponta ou criar estratégias de crescimento, há um CEO adequado para cada desafio.

Exemplos notáveis de sucesso incluem empresas como Zappos, Uber e Airbnb, que utilizaram a terceirização de cargos C-level para impulsionar sua inovação. A Zappos, por exemplo, contratou um CTO as a Service para liderar sua evolução no mercado de e-commerce. Já a Uber e a Airbnb buscaram CTs as a Service para liderar o desenvolvimento de tecnologias inovadoras em transporte e hospedagem, respectivamente.

“Entretanto, é importante lembrar que o CEO de Aluguel não substitui um CEO permanente. Enquanto é uma solução valiosa a curto prazo, a contratação de um CEO permanente pode ser mais adequada a longo prazo, especialmente em empresas em crescimento acelerado ou que enfrentam desafios técnicos constantes. O CEO de Aluguel é uma ferramenta estratégica poderosa, mas saber quando e como utilizá-la é essencial para o sucesso duradouro de uma empresa”, enfatiza. 

Andria Tuma, uma experiente Conselheira Consultiva, que tem um extenso currículo repleto de realizações. Graduada em Ciências Contábeis e mestre em Gestão Empresarial e Auditoria Empresarial, ela é membro de diversos conselhos e possui vasta experiência como auditora e consultora em grandes multinacionais. Com mais de 500 empresas em seu portfólio de consultoria, ela é uma conselheira em governança corporativa familiar.

Sua jornada profissional a levou a compreender os diferentes níveis de maturidade empresarial, permitindo-lhe guiar empresas para o próximo estágio com assertividade, visando otimizar resultados e acelerar o crescimento.

Determinada a fazer a diferença na vida dos pequenos empreendedores, Andria aplica um serviço inovador: o CEO de Aluguel. Também conhecido como CEO as a Service ou CEO on Demand, esse serviço foi carinhosamente apelidado de “CEO de Aluguel” por especialistas. Seu objetivo é fornecer orientação e liderança estratégica para pequenas e médias empresas, oferecendo expertise sem os encargos financeiros de uma contratação permanente.

Ao assumir temporariamente o papel de CEO, Andria busca ampliar a visão dos empreendedores e identificar pontos cegos, fornecendo conselhos valiosos para enfrentar os desafios do crescimento empresarial. Seu objetivo é fortalecer essas empresas, ajudando-as a se tornarem sólidas e sustentáveis.

Sua missão é clara: capacitar os pequenos e médios empresários, tornando tangível um serviço antes visto como inacessível. Para Andria, cada empresa que ela ajuda a crescer é um testemunho do poder transformador do empreendedorismo e da dedicação à causa da prosperidade empresarial.

Ela encerra sua narrativa destacando que sua vida se tornou uma jornada de serviço e compromisso, refletindo seu amor pela arte de empreender e sua devoção à construção de um mundo empresarial mais justo, sustentável e inclusivo.

Continue Reading

Trending

Copyright © MoneyFlash - Todos os Direitos Reservados. Site Parceiro do Terra