Barra
Connect with us

Esporte

Você lembra? Ronaldo quase jogou no Flamengo antes de ir para o Corinthians

Published

on

Ronaldo fenômeno

Ronaldo Fenômeno jogou em clubes gigantes por todo o mundo, como Barcelona, Real Madrid, Milan, Corinthians e tantos outros. Mas, para ele, ficou faltando um: o Flamengo. Segundo o craque, ele quase foi para o Rubro-Negro, mas acabou acertando com o Timão.

O atacante usou as dependências do Flamengo durante quatro meses para realizar seus treinos, o que o levou a acreditar que seria contratado pelo clube. Segundo ele, o então presidente Márcio Braga afirmou que veriam a situação, mas antes fariam testes para avaliar as condições físicas dele. No entanto, o acordo entre as partes acabou não acontecendo.

Ronaldo conta sobre a quase ida ao Flamengo

Ronaldo Fenômeno deu uma entrevista ao podcast Flow Sport Club e entre os assuntos tratados, falou sobre seu acerto com o Corinthians, em 2009, que poderia não ter acontecido dependendo do Flamengo.

“Eu também tinha [certeza de que jogaria no Flamengo]. Flamenguista doente, treinando lá todo dia. Esperando alguém… Eu fiquei quatro meses treinando na Gávea, treinando com o time principal do Flamengo. Não fazia coletivo, mas fazia tudo. Eu tinha certeza absoluta que eu iria jogar lá.

Os caras [direção] iriam ver: ‘Chega aí, vamos fazer uns testes, ver como está’, qualquer coisa. Não fizeram nada. Acho que era o Márcio Braga o presidente”, revelou Ronaldo.

E foi então que Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, entrou na historia, se antecipando ao Flamengo pela contratação do craque. Para optar pelo Timão, Ronaldo levou em conta a vontade de jogar e a “esnobada” que levou do Flamengo.

Mesmo jogando times gigantes do mundo, conquistando títulos e o carinho das torcidas, Ronaldo não esconde que ficou magoado e sentiu falta de ter defendido o Flamengo em sua carreira, e ainda pontuou:

“Pra mim foi a mesma decepção que para os torcedores do Flamengo. Eu conto essa história, o cara [Márcio Braga] já conta outra. É inacreditável. Não precisava me procurar, eu estava lá há quatro meses, eu estava lá.

Foi triste, eu sou flamenguista desde pequenininho, e agora metade corintiano. Agora tenho que dividir isso aí com o Valladolid [risos], sou apaixonado no Cruzeiro também… é gigante, vai voltar com tudo”.

Márcio Braga conta outra versão: Ronaldo se lesionou e quis se tratar no Brasil, no Flamengo. O doutor Runco era o médico do Fla e da Seleção Brasileira. Se propôs a fazer a recuperação do atleta. Ele foi procurado, mas entendeu que assinar o contrato antes de treinar com bola era perigoso para a recuperação dele. 

Um belo dia, Márcio recebeu telefonema do atleta: “Presidente, está saindo notícia de que estou indo para o Corinthians. Não tem nada disso, eu quero jogar no Flamengo”. Uma semana depois ele assinou com o Corinthians. Contou o ex-dirigente em entrevista ao Fox Sports.

Continue Reading
Advertisement

Esporte

Projeto de revitalização transforma ginásio esportivo e impacta população de Santo André

Published

on

By

Desenvolvida pela Recoma, em parceria com a Secretária de Esporte, iniciativa busca redesenhar espaços públicos e incentivar a prática ao esporte

A população de Santo André poderá usufruir de uma quadra poliesportiva localizada no Jardim do Estádio. O espaço foi revitalizado pela Recoma, empresa especializada em pisos, infraestruturas e construções esportivas, em parceria com a Prefeitura da Cidade, com o Governo do Estado e com a Sajea (Sociedade Amigos do Jardim do Estádio e Adjacências). 

Essa iniciativa visa redesenhar os espaços públicos através da disponibilização de kits com pisos vinílicos, ultra face para fixação, além da entrega de equipamentos, como traves de futsal e handball, tabela de basquete, banco de reserva, entre outros materiais. 

“Usamos um piso vinílico (PVC) de última geração, aprovado pela Fiba (Federação Internacional de Basquete). Acredito que os pisos esportivos que fornecemos ajudam a promover a inclusão esportiva, assim como a criação e manutenção de hábitos saudáveis”, afirma Sergio Schildt, presidente da Recoma. 

Em dezembro de 2023, também em Santo André, a empresa participou da reforma e reinaugurou o ginásio Estadual Waldomiro Guimarães. O Projeto da Fundação para o Desenvolvimento da Educação contemplou uma lona tensionada, proposta e tecnologia inovadora, que possui proteção contra raios ultravioletas e mantém a temperatura até 4 graus mais baixa que a externa.

Crédito: Recoma Divulgação

Continue Reading

Esporte

Penalty registra aumento de 45% na venda de calçados destinados à prática esportiva

Published

on

By

Números contemplam tênis para campos society e quadras de futsal

Fundada em São Paulo, no ano de 1970, a Penalty tem, ao longo das décadas, fortalecido sua posição como uma competidora de peso no mercado esportivo nacional, enfrentando de igual para igual gigantes multinacionais. Em 2023, a empresa registrou um aumento de mais de 18% nas vendas de calçados, com um destaque especial para os tênis destinados à prática esportiva em campos society e quadras de futsal, que tiveram uma crescente de 45%. Hoje, o setor de calçados representa mais de 33% do faturamento da empresa. 

Segundo Paulo Gaspar, gerente executivo comercial da companhia, “a ideia é continuar a trabalhar duro para manter este esse padrão de entrega e garantir ainda a posição de destaque no mercado de esportes”.

A análise dos números também destaca um crescimento acentuado na demanda por calçados da linha infanto-juvenil, que registrou um aumento superior a 113%, com ênfase em tênis para futsal. 

“A variedade de produtos para diferentes idades é crucial para a estabilidade no setor de calçados esportivos. Ao fornecer opções adequadas para crianças, jovens e adultos, nós atingimos um público mais amplo e, por conta da qualidade da nossa entrega, criamos um laço de lealdade e confiança nos clientes, incentivando-os a continuar escolhendo seus produtos à medida que envelhecem e suas necessidades mudam”, destaca Paulo.

“Nossos produtos também possuem um diferencial enorme de qualidade perante a concorrência. No calçado de futsal, por exemplo, a Penalty não utiliza PVC como matéria prima para a produção deste componente, mas sim borracha. Visualmente a maioria dos consumidores não percebem a diferença, mas na prática esportiva a diferença é enorme e, a longo prazo, conquistamos e fidelizamos os clientes, pois percebem o valor na performance e qualidade do produto. Entregamos produtos de primeira que cabem no bolso da maioria do consumidor brasileiro”, complementa.

E a Penalty não tem se destacado apenas pelo crescimento em vendas, mas também pelas inovações, qualidade e tecnologia presentes em seus produtos. Um dos exemplos é a chuteira S11, de campo, da linha Ecoknit, que é feita a partir de garrafas pet

No setor de bolas, a empresa é líder absoluta de mercado, além de ser a única fabricante brasileira com certificação internacional emitida pelas quatro instituições máximas das principais modalidades de esporte coletivo com bola: FIFA (futebol), FIVB (vôlei), FIBA (basquete) e IHF (handebol).

Com um futuro promissor, os planos da Penalty para 2024 concentram-se em ampliar ainda mais sua presença no mercado. “Como trabalhamos com uma gama completa de produtos relacionados à prática esportiva, queremos nos manter entre as primeiras opções daqueles que praticam esporte. Essa é uma autoridade que temos construído há anos e que tende a se fortalecer em 2024″, conclui Gaspar.

Continue Reading

Esporte

Três pratos para os fãs de gastronomia se deliciarem nos estádios

Published

on

By

A comida regional têm ganhado cada vez mais destaque nos estádios do país com sabor e tradicionalidade

Que estádios tem se tornado grandes centros gastronômicos isso não é nenhuma novidade. A tendência que se popularizou ao redor do mundo, ganhou não apenas os amantes da gastronomia, mas também do futebol por meio de um cardápio que abrange a culinária regional, rica em história e sabor. Pensando na variedade de receitas e nos mais diversos paladares, selecionamos três estabelecimentos que qualquer fã de gastronomia deve conhecer quando for visitar algum desses estádios. Confira abaixo as indicações.

Tropeiro – Arena MRV

O tropeiro talvez seja um dos primeiros pratos que venha na memória das pessoas quando se fala em comida mineira. Pensando nisso, a Arena MRV, nova casa do Clube Atlético Mineiro, trouxe as tradições de Minas Gerais para dentro do estádio. 

Entre as novidades, se encontra o Bar da Dona Alice. O nome é uma homenagem à madrinha do clube, Alice Neves, responsável há 115 anos por incentivar um grupo de jovens a criar o clube de futebol, e tem como especialidade o típico prato mineiro. O estabelecimento é gerenciado pela GSH Live, empresa conceituada de catering, que está comandando o serviço de alimentos e bebidas da arena.

Sanduíche de Linguiça do Bragantino –  Estádio Nabi Abi Chedid

A cidade de Bragança Paulista, localizada no interior de São Paulo, é conhecida como a “Terra da Linguiça”. Diante disso, o time de futebol Red Bull Bragantino decidiu homenagear os ídolos do clube por meio de um tradicional lanche: o sanduíche de linguiça. 

Um lanche bem típico da culinária paulistana, o restaurante do Rosário que se encontra dentro do estádio Nabi Abi Chedid, possui uma preparação própria que foi aperfeiçoada ao longo dos anos. Com 14 opções no cardápio, cada um homenageando um dos grandes nomes que passaram pelo Massa Bruta, se encontram o X-Nabi (homenagem ao ex-presidente do clube Nabi Abi Chedid), composto por queijo e linguiça do Rosário, o X- Marquinhos (tributo  a Marquinhos Chedid, filho de Nabi Abi e presidente de honra), feito com queijo linguiça e vinagrete, e o X-Luxemburgo (menção o ex-treinador do clube), elaborado com linguiça, bacon, ovo, salada, queijo e presunto.

Pizza da FielZone – Neo Química Arena

Na Neo Química Arena, estádio do Corinthians, os torcedores podem comer a tradicional pizza paulistana, com vista para o gramado sabores especiais. O carro-chefe do cardápio é a ‘Corinthians’, feita com massa preta, molho de tomate, mussarela, tomate, mussarela de búfala e pesto de azeitona. 

Além disso, a Soccer Hospitality, empresa que administra o local, também organiza rodízios de pizza e noites especiais com a presença de ídolos e jogadores que marcaram época no alvinegro. 

Serviço estádios

Arena MRV: Rua Cristina Maria de Assis, 202 – Califórnia, Belo Horizonte – MG, 30855-440

Preço médio do prato: R$26,00

Nabi Abi Chedid: R. Emílio Colela – Jardim Nova Braganca, Bragança Paulista – SP, 12914-410

Preço médio do prato: R$18,00

Neo Química Arena: Av. Miguel Ignácio Curi, 111 – Vila Carmosina, São Paulo – SP, 08295-005

Preço médio do prato: R$78,00 – grande; R$68,00 – broto

Continue Reading

Trending

Copyright © MoneyFlash - Todos os Direitos Reservados. Site Parceiro do Terra