Barra
Connect with us

Geral

Advogado Samuel Rodrigues explica o que fazer quando o estabelecimento anuncia um produto, mas o estoque acaba

Published

on

O especialista também fala o que fazer quando a loja oferece um produto inferior para substituir 

Quem nunca viu uma oferta correu para o supermercado, mas o produto tinha acabado? Mas você sabia que o estabelecimento é obrigado a fornecer ao cliente (consumidor) um produto semelhante, caso não tenha feito menção a quantidade ofertada. Samuel Rodrigues Epitácio, advogado e fundador do escritório Samuel Rodrigues Advogados Associados, diz que isto vale para qualquer item.  

“Caso não tenha qualquer menção na promoção quanto a quantidade de produto disponível, o cliente (consumidor) poderá adquirir outro semelhante no mesmo preço ofertado do anterior, visto que é prudente fazer menção quanto ao prazo e quantidade dos produtos objetos da promoção”, esclarece. 

Se o estabelecimento oferecer um produto com a qualidade inferior, o cliente não deve aceitar, aconselha o advogado. “E caso visualize que é uma prática reiterada do fornecedor, deverá denunciar junto aos órgãos competentes para as devidas providências”, completa ele, que também indica o que fazer caso a compra já tenha sido realizada on-line para entrega futura:”O fornecedor deverá conceder ao consumidor duas opções (i) substituir por produto semelhante, prevendo a mesma quantidade/qualidade; (ii) devolver o valor atualizado”.

Samuel diz que o consumidor deve atentar-se às características do produto oferecido, quantidade, qualidade e valor. “A fim de prevenir-se em fazer a aquisição de algo diferente do pretendido, lembrando que há o prazo de devolução do produto, tanto para as compras on-line e bem como fisicamente”, finaliza.

Continue Reading
Advertisement

Beleza

“Tá Louca!” lança linha de cosméticos com festa badalada em Curitiba

Published

on

By

A marca “Tá Louca!” agita Curitiba nesta terça-feira, 16 de julho, com o lançamento de sua nova linha de cosméticos. O evento, que acontece no Boudet – Art & Wine, a partir das 19h, reúne famosos, amantes de beleza e um público especialmente convidado para celebrar a chegada dos novos produtos.


A noite será inesquecível, com um coquetel de antepastos e um jantar especial, além do show contagiante de Rogério Cordoni e Wan Grega, que vão incendiar a pista.
Entre as personalidades que marcarão presença, estão Lu Lacerda, o compositor do sucesso “Caneta Azul” Manoel Gomes, o ator Oscar Magrini e a cantora Ana Dutra. A festa também recebe convidados especiais como Rita Cadillac, Claudinho, do Negritude Júnior, e José Renato, da dupla Rosa & Rosinha.
“A ‘Tá Louca!’ nasceu da paixão por beleza e da busca por ingredientes especiais para realçar a beleza da mulher brasileira. Estamos muito felizes em apresentar nossa nova linha e celebrar o lançamento com todos”, afirma a equipe da marca.
O evento, que conta com o apoio e a cobertura exclusiva da Rede TV! Paraná, promete ser um sucesso absoluto. Muitos fãs e personalidades se reúnem para conhecer os novos produtos e brindar o lançamento da marca.

Serviço:
Festa de lançamento da linha de cosméticos “Tá Louca!”
Local: Boudet – Art & Wine, Rua Bispo Dom José, 2249, Curitiba – PR
Data: Terça-feira, 16 de julho
Horário: 19h

Continue Reading

Gastronomia

Sabores do Nonno conquista o paladar brasileiro e mira a internacionalização

Published

on

By

Em apenas três anos, a Sabores do Nonno, maior rede de massas artesanais da América Latina, saiu da garagem da casa do empreendedor Cadu Moura para se tornar um negócio de sucesso, com mais de 70 franquias em sete estados brasileiros e planos de expansão internacional. A marca, que nasceu em 2020, produz mais de 158 mil quilos de massas por ano e prevê alcançar 280 unidades até 2026, com desembarque nos Estados Unidos e nos países árabes já programado para 2025.
O segredo da rápida ascensão da Sabores do Nonno reside na paixão pela tradição italiana, na qualidade dos produtos e no modelo de negócio inovador. Cadu Moura, que também é consultor e palestrante internacional, inspirado nas receitas dos avós, decidiu transformar a paixão familiar pela culinária italiana em um negócio, apostando na produção de massas artesanais congeladas, prontas para serem consumidas em casa.


O sucesso da marca se deve, em grande parte, à praticidade e qualidade dos produtos. As massas, elaboradas com ingredientes frescos e receitas tradicionais, chegam ao consumidor prontas para serem aquecidas e servidas, sem perder o sabor e o aroma caseiros. Entre os destaques, estão as lasanhas, nhoques, canelones, rondelis, conchiglionis, talharins e sofiolis, em diversas versões, como a tradicional à bolonhesa, a vegetariana e as opções com recheios como quatro queijos, calabresa e muçarela.
Para garantir a qualidade e o sabor artesanal, a Sabores do Nonno conta com uma fábrica própria e um sistema de logística integrado que atende aos estados de São Paulo, Santa Catarina, Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal. A empresa também oferece suporte completo aos seus franqueados, incluindo software de gestão, consultoria de campo e equipe de marketing, garantindo que o negócio seja replicado com sucesso em todo o país.
O diferencial da Sabores do Nonno são os diferentes formatos de franquia para atender às necessidades e possibilidades de cada empreendedor. Segundo Cadu Moura, é possível optar por um modelo de negócio home based, ideal para quem deseja trabalhar em casa e ter flexibilidade de horários, ou por um modelo de loja física, que permite a criação de um espaço próprio para venda dos produtos.


A marca também oferece o formato de franquia delivery, que permite aos franqueados atenderem pedidos online e por telefone, ampliando o alcance e a praticidade do negócio. Cada modelo oferece suporte e treinamento específicos, garantindo que os franqueados tenham todas as ferramentas necessárias para o sucesso.
Com um modelo de negócio inovador e um produto de alta qualidade, a Sabores do Nonno está conquistando o paladar brasileiro e se preparando para conquistar o mundo. Em breve, a marca estará presente em mesas de diversos países, levando o sabor autêntico da culinária italiana e a tradição familiar para além das fronteiras.
Serviço:
Sabores do Nonno
Site: www.saboresdononno.com.br
Facebook: saboresdononno
Instagram: @saboresdononno

Continue Reading

Geral

Advogado Daniel Romano Hajaj fala sobre a maior armadilha que os homens criam para não pagar pensão

Published

on

O especialista também fala como é fixado a pensão alimentícia em caso de desemprego ou trabalho informal 

Não é de hoje que uma série de mães solos reclamam que os pais de seus filhos descumprem o acordo feito por eles e, após consultar um advogado, descobre que sequer tem condições de cobrar esse valor judicialmente.

Especializado em direito de família, o advogado Daniel Romano Hajaj esclarece que muitas vezes, o pai, para não ter a obrigação legal de pagar a pensão, utiliza de inúmeros argumentos, inclusive o financeiro, para convencer a mãe a “firmar um acordo de boca”.

“O grande problema é que o acordo de boca não é reconhecido e muito menos admitido pelo Poder Judiciário. Ele não existe aos olhos do juiz”, esclarece o especialista.

Hajaj ressalta que nos primeiros meses, o pai honra com sua palavra, mas após o primeiro aperto financeiro, por não ter obrigação, uma decisão ou acordo judicial que determine o pagamento da pensão, ele deixará de efetuar o pagamento, acarretando todo o ônus financeiro à mãe.

“Porém, além do acordo de boca não ser reconhecido pelo Poder Judiciário, existem prejuízos ainda maiores ao filho, que muitas vezes, a mãe não tem nem ideia.”, enfatiza o advogado.

O advogado pontua que com a fixação ou acordo judicial, o pai terá dia e valor certo para pagamento da pensão. “E trabalhando ele sob o regime CLT, ou seja, sendo registrado, a pensão será descontada diretamente no salário do pai”, acrescenta.

E não é apenas o percentual do salário estabelecido pelo juiz que o filho tem direito. “Além do desconto na pensão no salário do pai”, enfatiza o advogado, “será descontada ainda a pensão sobre outros rendimentos que ele tem, como férias, décimo terceiro, horas extras, FGTS, auxílios disponibilizados pela empresa e participação nos lucros e resultados (PLR)”, explica Daniel.

“E, a cereja do bolo, é que o percentual da pensão também incide sobre a indenização trabalhista, inclusive as que são recebidas em ações trabalhistas”, salienta o advogado Daniel Romano.

Mas e no caso de desemprego ou emprego informal?

“Nesse caso, a pensão será fixada com base no salário mínimo vigente à época do pagamento, de acordo com Romano. “O que não pode, é o pai se isentar do pagamento da pensão por estar desempregado”, pondera o advogado Daniel Romano.

O advogado Daniel Romano ressalta que com a fixação da pensão em acordo ou decisão judicial, a mãe terá condições de promover a cobrança judicial dessa, inclusive com o pedido de prisão pai, o que não seria possível se a pensão não for submetida à apreciação do Poder Judiciário.

Continue Reading

Trending

Copyright © MoneyFlash - Todos os Direitos Reservados. Site Parceiro do Terra