Barra
Connect with us

Geral

Médico Marcos Staak Jr explica o papel da testosterona no câncer de próstata

Published

on

“Vários estudos examinaram a relação entre os níveis séricos de vários hormônios sexuais e o risco de desenvolver câncer de próstata”, explica Marcos Staak Jr

Segundo o INCA( Instituto Nacional de Câncer), no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos.

A próstata está localizada na parte baixa do abdômen, logo abaixo da bexiga e à frente do reto (parte final do intestino grosso), sendo um órgão pequeno que tem forma de maçã. Ela produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual.

Por ser uma glândula que só o homem tem, é preciso entender a relação da testosterona com o câncer de próstata

O papel crítico dos andrógenos na estimulação do crescimento do câncer de próstata foi estabelecido em 1941 por Charles Huggins.

“Essas descobertas levaram ao desenvolvimento da terapia de privação de androgênio (ADT) como um tratamento para pacientes com câncer de próstata avançado. Embora a ADT seja paliativa, ela pode normalizar os níveis séricos do antígeno prostático específico em mais de 90% dos pacientes e pode produzir respostas tumorais objetivas em 80–90%”, explica o médico Marcos Staak Jr.

De acordo com Staak, a atividade antitumoral pode melhorar a qualidade de vida, reduzindo a dor óssea e também as taxas de complicações.

“Alguns homens com câncer de próstata avançado apresentam evidências de doença metastática na apresentação, enquanto outros desenvolvem doença metastática após o tratamento definitivo da doença localizada; em alguns casos, isso pode ser manifestado apenas por uma elevação no nível sérico do antígeno prostático específico (PSA), denominado recorrência bioquímica isolada”, pontua.

Os homens que apresentam recidiva ou recorrência durante o tratamento com ADT são considerados portadores de câncer de próstata resistente à castração, embora ainda possam responder a algumas formas de terapia hormonal.

“Pesquisas contemporâneas levaram ao desenvolvimento de abordagens de modalidades combinadas múltiplas para homens com câncer de próstata avançado sensível à castração que estão associadas a melhores resultados do que os que podem ser alcançados apenas com a ADT”, completa.

Segundo o médico, os objetivos da terapia sistêmica são prolongar a sobrevida, minimizar complicações e manter a qualidade de vida. Além da terapia sistêmica, existem alguns pacientes que podem se beneficiar da terapia local para a próstata ou para metástases individuais para prolongar a sobrevida.

“Vários estudos examinaram a relação entre os níveis séricos de vários hormônios sexuais e o risco de desenvolver câncer de próstata. Os dados mais definitivos sobre a relação entre os níveis séricos dos hormônios sexuais e o câncer de próstata vêm de uma análise conjunta de 18 estudos prospectivos, que incluíram 3.886 homens com câncer de próstata e 6.438 controles. As concentrações séricas de testosterona, di-hidrotestosterona (DHT) e outros derivados androgênicos ativos obtidos antes do diagnóstico NÃO foram associadas a um risco aumentado de câncer de próstata subsequente. Além disso, nenhuma associação foi observada com os níveis séricos de estrogênios pré-diagnóstico (estradiol, estradiol livre)”, enfatiza.

Além disso, a suplementação de testosterona como tratamento para o hipogonadismo não parece estar associada a um risco aumentado de câncer de próstata, embora o monitoramento de anormalidades da próstata seja recomendado.

“Uma possível ligação entre a estimulação androgênica e o câncer de próstata forneceu a justificativa para o Prostate Cancer Prevention Trial (PCPT) e o REDUCE Trial, que usou finasterida e dutasterida, respectivamente, para bloquear a conversão de testosterona em seu derivado mais ativo DHT. Os inibidores da 5-alfa redutase foram associados a um risco maior de doença de alto grau, e a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA anexou advertências sobre essa associação aos rótulos da finasterida e da dutasterida”, completa.

Influências androgênicas diretas ou indiretas são importantes na transformação maligna do tecido prostático, de acordo com o médico. Ele diz que os homens com deficiência de 5-alfa redutase (5-AR) (a enzima que converte a testosterona em DHT, o andrógeno mais ativo da próstata) não desenvolvem câncer de próstata. A lesão precursora, PIN de alto grau, também é hormonalmente dependente. A atrofia e as alterações apoptóticas que ocorrem com a privação de androgênio no epitélio prostático normal e hiperplásico e nos cânceres invasivos também são observadas na neoplasia intraepitelial.

“Esses dados sugerem que a interferência com o equilíbrio normal de andrógenos pode afetar a incidência do câncer de próstata. As terapias médicas direcionadas à manipulação hormonal incluem estrogênios, antiandrogênios, agonistas do hormônio liberador de gonadotropina (GnRH) e inibidores 5-AR. A maioria dessas terapias não é candidata ao uso como agentes quimiopreventivos devido aos potenciais efeitos colaterais. O uso de inibidores de 5-AR ou antiandrógenos que bloqueiam o receptor de andrógeno pode estar associado a menos efeitos colaterais porque os níveis séricos de testosterona permanecem inalterados”.

A orquiectomia bilateral é um procedimento relativamente simples e de baixo custo. Após a cirurgia, os níveis de testosterona sérica diminuem rapidamente para os níveis de castração, e isso geralmente está associado a melhorias na dor óssea e outros sintomas relacionados à doença.

“Embora a orquiectomia seja usada com muito menos frequência do que a castração médica na América do Norte e na Europa, continua sendo uma alternativa útil quando uma diminuição imediata da testosterona é necessária (por exemplo, compressão da medula espinhal iminente) ou quando os custos ou adesão à terapia médica são um problema. Em muitos países, a orquiectomia bilateral continua sendo o padrão de tratamento para a terapia hormonal inicial do câncer de próstata metastático”, finaliza.

 

Continue Reading
Advertisement

Geral

Padre Reginaldo Manzotti segue em peregrinação especial na Itália

Published

on

By

Sacerdote levou milhares de intenções de fiéis do Brasil inteiro e, principalmente, do Rio Grande do Sul

Padre Reginaldo Manzotti, conhecido nacionalmente como o Padre que arrasta multidões, está em mais uma peregrinação, desta vez pelos Santos Italianos. O sacerdote desembarcou em Milão na última segunda-feira, dia 13 de maio, para aguardar centenas de peregrinos brasileiros que, juntos, apresentarão suas intenções e orações também pela tragédia dos últimos dias no Rio Grande do Sul.

O grupo irá conhecer os locais onde viveram: Santo Antônio, São Francisco, Santa Clara e São Pio de Pietrelcina, em uma experiência de fé fascinante. Padre Reginaldo Manzotti é o diretor espiritual e acompanha os fiéis em locais religiosos e turísticos da Itália. Neste ano, O Pentecostes da Paz, acontecerá na cidade sagrada de Assis, na Itália com momentos de espiritualidade e música.

“Em 2024 não será possível visitar a Terra Santa infelizmente. Vamos, em oração, pedir para que logo a paz reine na região. Mas vamos juntos mergulhar na vida de grandes santos que doaram suas vidas a Jesus Cristo e reavivar esse amor a Deus. Em cada lugar descobrimos como Deus agiu na vida dessas pessoas e que pode e age em nossa vida também! Eu faço questão de conduzir todos os momentos de espiritualidade para que, além das belezas e da riqueza cultural da própria viagem, nós também possamos voltar para o Brasil com o espírito reavivado e nossa fé reanimada.”, diz Padre Manzotti.

Além dos fiéis que o acompanham na Itália, Padre Manzotti levou do Brasil milhares de intenções e, principalmente, do Rio Grande do Sul, que serão levadas a São Giovanni Rotondo, onde São Padre Pio de Pietrelcina viveu.

O próximo compromisso internacional do sacerdote será nos Estados Unidos, em agosto deste ano.

Continue Reading

Geral

Conhecida como a rainha do reboque, Priscila Santos se defende das acusações de fraudes contra o Governo do Rio

Published

on

A empresária diz que esperou sua inocência ser comprovada

Quase dois anos depois de ser acusada de vantagens ilícitas a partir dos serviços prestados, como vender carros em leilões e não os entregar aos vencedores, a empresária e influenciadora digital Priscilla Santos, conhecida como a “Rainha dos Reboques”, se defende das acusações e diz que sua inocência foi comprovada. Ela chegou a ser alvo de buscas na Operação Arremate, deflagrada pela Polícia Civil do RJ.

“Eu, Priscila Santos, conhecida ultimamente como a rainha do reboque, venho esclarecer alguns fatos e pontos importantes. Preferi deixar a justiça começar a agir antes de me pronunciar. Fui acusada na mídia por graves crimes que não cometi, os quais foram investigados pela delegacia de defraudações. Fiz questão de prestar depoimento e apresentar todos os documentos que comprovaram minha inocência. Como resultado, meu caso foi encaminhado para a DELFAZ, uma delegacia que investiga crimes envolvendo o próprio governo”.

Priscila aponta o racismo estrutural na investigação. Ela ainda diz que agora passou de acusada a testemunha no caso e quer que a justiça seja feita. ‘Ser mulher e negra é muito difícil. Você tem que provar várias vezes que não é criminosa por causa da cor da sua pele. Como disse inúmeras vezes: “bandida eu não sou”. Pelo contrário, toda essa perseguição política que sofri foi por lutar contra um sistema injusto, onde só visam enriquecer o seu bolso e não se importam com a população. O próprio sistema não me queria, pois, como ouvi diversas vezes, “sem eu, eles ganhariam 3x mais”. E sabe por quê? Porque eles cometem muitas injustiças contra a população, inclusive roubando diversos direitos. Tenho inúmeros documentos e ofícios que fiz contra o “DETRO”, além da denúncia formal que fiz ao Ministério Público contra a máfia do reboque. Eu abomino essa máfia, pois, em meus 20 anos no ramo de reboque, tenho lutado para provar que nem todo empresário e reboquista é ladrão.Saibam que minha luta não terminou, está apenas começando! Primeiramente, quero agradecer a Deus, que vem agindo, e à justiça, que está cumprindo seu papel com excelência. Sinto-me lisonjeada e orgulhosa por, após ter sido apontada, humilhada, desprezada e acusada de ser criminosa, estar sendo reconhecida como testemunha e vítima aos olhos da justiça”.

Priscilla é proprietária da Rebocar, uma das maiores empresas de reboques do país, e que foi investigada por supostas irregularidades em contratos firmados com o departamento de transporte rodoviário do estado do Rio de Janeiro.Ela conta que não vai parar sua luta contra o sistema, mesmo depois das acusações e de ter colocado a própria vida em risco.

“Esta luta não é apenas por mim, é por todos nós. Coloquei e coloco minha vida em risco porque é assim que eles fazem: eliminam as pessoas que lutam contra o sistema. Não parei e não vou parar, pois essa é a missão que Deus me deu. Um dia, Deus me revelou que eu seria Ester em sua vida, que Ele me tornaria rainha e me colocaria entre os reis para lutar pelo seu povo. Naquele momento, não entendi, mas hoje, além de entender, aceito com orgulho o título de rainha do reboque”, destaca.

A empresária diz que aceitou o apelido que seus inimigos usavam contra ela. “Se meus inimigos achavam que estavam me humilhando ao me chamar de rainha do reboque, saibam que vocês só confirmaram o que Deus me disse. Se sou rainha, é porque tenho condições de carregar o peso da coroa, peso que não é fácil, que causa dor e muitas abdicações. Mas saibam de uma coisa: esta Priscila Santos irá lutar até o fim por justiça, por ela e pelo seu povo. E saibam que está apenas começando.Um recado ao sistema: não me rendi às ameaças, não me rendi às ofertas de propinas, não me rendi às sacanagens e roubalheiras que vocês fazem contra o povo, e jamais irei me render. E a todos aqueles que me julgaram, me cancelaram, me odiaram, me desacreditaram e pararam de me seguir, obrigada a cada um de vocês, pois me deram mais força para lutar cada vez mais. Saibam que rainha que é rainha luta pela sua coroa e pelo seu povo até o fim”, finaliza.

Continue Reading

Geral

Conselho Regional de Fisioterapia (RS) pede ajuda a fisioterapeutas de todo o país para atuar junto às vítimas

Published

on

By

Formulário segue a disposição para profissionais voluntários e prioridade são para crianças, idosos e portadores de deficiência que tiveram contato direto com água e umidade 

Devido às altas demandas nos centros de acolhimento espelhados no estado do Rio Grande do Sul, o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 5ª Região – Crefito 5 RS, criou um formulário para cadastro de fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais que tenham interesse e disponibilidade em realizar trabalho voluntário, atuando nas demandas que surgem durante as enchentes.

O foco principal é o atendimento voltado para a área respiratória, tendo em vista que muitas pessoas ficaram expostas na rua, em telhados e tiveram contato direto com a água e umidade. Em paralelo, também acontecem atendimentos voltados aos idosos que necessitam de atendimentos e suporte como cadeiras de rodas e andadores. 

Com a alta demanda de pessoas alojadas no mesmo local, o número de possíveis infectados com doenças pulmonares pode aumentar a cada dia, por conta do contato direto entre os recolhidos. O número de pessoas desabrigadas ultrapassam a marca de 615 mil pessoas fora de casa, destes 77 mil estão em abrigos e 538 mil desalojados (em casas de amigo e parentes). 

As (inscrições) chegam através dos canais de comunicação do Conselho, bem como no grupo criado no WhatsApp para agilizar os atendimentos. Tendo em vista que o contexto da calamidade pode durar meses até chegar a uma normalidade, o cadastro terá validade até existirem pessoas em situação de abrigamento.

Link para preenchimento do formulário: 

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdLBZ0ct8YBMI53m8Z0eCob4v6pPpr50lFCFETK8kBiJ9kfFQ/viewform

A partir do momento que essa informação for de conhecimento público, os abrigos e hospitais poderão acionar o CREFITO-5 que direciona as demandas aos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais cadastrados como voluntários. Quanto maior o número de profissionais cadastrados, maior será o número de pessoas atendidas e reabilitadas. 

Continue Reading

Trending

Copyright © MoneyFlash - Todos os Direitos Reservados. Site Parceiro do Terra