Barra
Connect with us

Saude

S.O.S Rufca contra impostos nos medicamentos Conheça o gestor público que está à frente do movimento.

Published

on

Campanha quer isenção total de impostos sobre Medicamentos

Consultas regulares, medicamentos de alto custo e orçamento familiar totalmente comprometido com a saúde. Essa foi a realidade de Rommel, 56 anos, durante o tratamento de um enfisema pulmonar, doença que se desenvolve nos tecidos do pulmão. “Em determinado momento, feitas e refeitas as contas, percebi que a cada três meses eu pagava praticamente R$ 2 mil só de impostos ao governo”, afirma Roberto Rufca, que ajudava o irmão nos gastos com broncodilatadores, corticoides e outros medicamentos durante o tratamento. O quadro clínico de Rommel se agravou e ele não resistiu, morrendo no início deste ano de 2021.

No Brasil, os impostos sobre medicamentos variam de 18% a 42%. Quem vive em países como Inglaterra, Canadá e Colômbia não se preocupa com isso: por lá, a tributação sobre os remédios simplesmente não existe. Diante do cenário brasileiro e do caso do irmão, Roberto Rufca criou uma campanha, levantou uma bandeira e chamou a sociedade para uma causa: exigir isenção total de impostos sobre remédios.

Sem a tributação, o risco de uma pessoa suspender o tratamento por falta de dinheiro vai diminuir e, assim, a saúde deixará de disputar o orçamento com outros gastos essenciais, como alimentação básica, por exemplo. “Um adesivo transdérmico usado no tratamento do Mal de Alzheimer custa mais de 700 reais. Para conter o avanço do Mal de Parkinson, existem remédios que chegam a custar 400 reais. No caso do câncer, um medicamento custa inimagináveis R $2 mil, praticamente dois salários mínimos. Quem pode pagar estes valores? ”. A tributação sobre os remédios cria duas perversidades: num primeiro plano, ela sobrecarrega o SUS, já que alguém que enfrenta um câncer e não tem dinheiro para comprar os medicamentos tende a ter complicações clínicas, podem precisar de internação, cirurgia, UTI. Na outra face dessa moeda, esse volume de impostos, que afasta o brasileiro comum de cuidados mais preventivos com a saúde, reforça a percepção de que cada um de nós paga muitos tributos sem ter a contrapartida esperada em relação à qualidade dos serviços públicos. “É um binômio que parece antagônico, mas, na verdade, as questões se complementam”, afirma Rufca. “Tudo isso já seria suficientemente complexo, mas precisamos lembrar que a economia brasileira não saiu do lugar na última década. Nosso PIB praticamente não oscilou nestes 10 anos. E o resultado dessa enfermidade econômica está aí: crise social, crescimento da insegurança alimentar – o nome bonito que os tecnocratas dão para a fome dentro de casa -, inflação em alta, seja dos alimentos, do preço do botijão de gás ou do valor dos combustíveis nas bombas dos postos. Além disso, 15 milhões de desempregados, 12 milhões de brasileiros que estão se virando sabe Deus como e uma infinidade de jovens nas grandes cidades que não trabalham e não estudam, os chamados Nem-Nem”, enumera. “Zerar os impostos sobre os remédios é ter sensibilidade para ampliar os horizontes e mudar a realidade, universalizando os acessos, marca das democracias europeias que têm vigor e que, por isso, dão respostas mais efetivas aos seus povos”, finaliza.

Quem está à frente dessa campanha

Roberto Rufca paulistano de 58 anos, formado em Marketing e a 36 anos atuou e colaborou na expansão do Metrô de São Paulo. Também carrega a especialização em gestão pública, atuando em áreas importantes da administração do Estado, como na chefia de gabinete da Secretaria de Estado de Logística e Transportes, além de aprimorar seus estudos na Escola de Governo – Formação de Governantes e ter cursado “Ética e Justiça: O que é o certo a fazer”, na Harvard University.

Descendente de avós árabes e italianos, Rufca é palmeirense desde os primeiros passos, quando morava no bairro do Sumaré, próximo ao antigo estádio Palestra Itália. Sonhava, ainda na infância, ser cantor; vivia nos estúdios e microfones da antiga Rádio e TV Tupi, onde seu pai trabalhou na década de 60.

A carreira de Rufca começou com uma experiência que tem se popularizado, mas era bastante escassa nos anos 70: jovem aprendiz na Light. Até hoje, ele guarda recordações positivas dessa experiência, passagem que o aproximou do poder público e da necessidade de ouvir melhor as pessoas, entender as expectativas delas e as necessidades mais imediatas que elas trazem e têm.

Rufca foi Superintendente de Projetos Especiais na Dersa, Secretaria da Cultura, Secretaria de Desenvolvimento Metropolitano e Assessoria Especial na Presidência da Assembleia Legislativa de São Paulo. “De modo geral, a gente sente que as pessoas têm uma expectativa de sentir um funcionamento mais célere e eficaz do Estado como instituição”, avalia sobre as experiências que traz em tamanha bagagem. “Precisamos pensar em políticas públicas que deem resultado e que tragam respostas para essa gente, sobretudo com a desburocratização e com iniciativas que ajudem a gerar emprego”, complementa.

Rufca trabalha na Cia do Metrô desde 1985: começou aos 22 anos nas atividades operacionais, passando por diversas áreas e funções. Hoje, atua na Diretoria de Assuntos Corporativos. “É muito gratificante olhar para trás e ver o quanto a expansão do Metrô transforma a vida das pessoas. Hoje, é possível sair do Capão Redondo, no extremo sul da cidade; ou de Itaquera, na zona leste, e chegar à Praça da Sé, à Estação São Bento ou à Avenida Paulista em cerca de 40 minutos. Isso faz muita diferença na qualidade de vida das pessoas”, enfatiza.

Participe desse movimento

S.O.S. RUFCA está em campanha para acabar com todos os impostos sobre medicamentos no Brasil. E para participar do abaixo assinado para pressionar o Congresso Nacional, o Governo Federal e os Governos Estaduais para acabar com essa INDECÊNCIA, de cobrança de Tributos em cima dos Medicamentos. Para assinar basta acessar o link a seguir https://chng.it/xmstzSmbM5

Para saber mais sobre Rufca seu manifesto basta acessar https://sosrufca.com.br/ e por suas redes sociais

Continue Reading
Advertisement

Saude

Conheça os Benefícios do Açaí para a Saúde da Mulher

Published

on

O açaí é uma fruta popular brasileira, oriunda da região norte do país. Seu consumo é bastante diferenciado em cada parte do Brasil, no Norte do país ele é consumido puro, ou como guarnição para as refeições, acompanha muito bem peixes e todo tipo de carne. Nas demais regiões do país, principalmente nas litorâneas, o açaí é consumido como sobremesa.

Em São Paulo, o açaí vendido como sorvete é um subproduto da fruta e não é muito saudável, pois tem adição de açúcares, xaropes e emulsificantes, já o verdadeiro açaí, que é a polpa pura da fruta, você encontra facilmente no empório e restaurante, Namazônia, que fica localizado na Vila Mariana. O chefe Pedro Amaral, explica que o açaí comercializado em seu restaurante vem semanalmente de Belém.

Seja em pratos salgados ou doces, é fato que o açaí é uma fruta riquíssima em nutrientes e traz uma série de benefícios para a saúde da mulher, confira alguns deles.

Combate o envelhecimento – Por ser rica em vitaminas C e E, o açaí atua como antioxidante, reduzindo a ação de radicais livres e a oxidação das células, combatendo o envelhecimento precoce.

Melhora do intestino – O açaí é rico em fibras e ajuda a regular o intestino, evitando a diarreia e prisão de ventre.

Combate Doenças Degenerativas – Os antioxidantes do açaí reduzem o acúmulo da proteína Beta-amilóide no cérebro, que está diretamente ligada a doenças degenerativas, como por exemplo o Alzheimer, que acomete um número maior de mulheres do que homens.

Faz bem para a saúde do coração – Por possuir quantidades significativas de antocianina, nutriente que dá a cor roxa a fruta, o açaí é considerado um importante aliado do coração. Pois essa substância evita a degeneração celular, impedindo o surgimento de problemas cardiovasculares. Além disso, a fruta possui uma concentração de polifenóis, que aumentam o fluxo sanguíneo do coração, fazendo com ele se mantenha saudável.

Alivia dores do ciclo menstrual – O açaí também é rico em cálcio. Ele ajuda a reduzir as sensações de dores e inchaços que são comuns durante o período menstrual.

Garante energia para praticar atividades físicas – Por ser rica em calorias e por conter carboidrato, o açaí é extremamente energético e garante energia para a prática de atividades físicas, o ideal é que o consumo da fruta seja antes das atividades, já que sua digestão é rápida.

Instagram: https://www.instagram.com/namazoniaoficial

Site: https://namazonia.goomer.app/menu

Continue Reading

Saude

Dra. Gisele Mello afirma: uma nova era de bumbum chegou!

Published

on

Saiba mais sobre o bumbum perfeito, conhecido como “Perfect Gluteo By GM”

Empoderamentos à parte, estar bem com a aparência física é um dos grandes requisitos para ser feliz. Por isso, o bumbum ganha destaque nesse cenário.
A forma mais segura do preenchimento de glúteo de forma hoje é feito com Ácido Hialurônico corporal, sempre por um médico habilitado e com expertise no produto e no procedimento.
Muitos desses procedimentos estão sendo feitos, mas vale ressaltar que saúde em primeiro lugar e nada se compara a um produto com ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e reversível.
“Se você parar pra pensar, estamos entrando numa Era em que temos cada vez mais tecnologias pra trazer resultados cada vez melhores e mais seguros e de uma forma minimamente invasiva”, enfatiza a especialista Dra. Gisele Mello.
Bumbum perfeito, médico competente
Segundo ela, para realizar este procedimento a avaliação deve ser presencial, pois ela avalia caso a caso a indicação do procedimento e a quantidade de produto a ser usada.
“Quando vi que existia um produto de qualidade e que pudesse ser reversível, decidi aliar à injeção deste produto a uma técnica que projetasse o bumbum com uma microcanula, fazendo com que as pessoas conseguissem resultados e realização de sonhos”, complementa
Para acompanhar mais dicas sobre essas como a do bumbum, convido você a não deixar de acompanhar nossas colunas semanais pois falaremos bastante disso!

Continue Reading

Saude

Ana Estela, psicoterapeuta faz alerta sobre quadro de ansiedade profissional

Published

on

No mundo corporativo a competitividade vem gerando o aumento da ansiedade. Essa é uma doença que vem afetando milhares de pessoas em todo o mundo. 

” Dados da OMS/OIT demonstram que, em todo o mundo, 301 milhões de pessoas conviveram com a ansiedade e 208 milhões com depressão, enquanto o último mapeamento global de saúde mental feito pela OMS revelou que o Brasil tem a maior prevalência de ansiedade, com 9,3% da população sofrendo do transtorno. Já o Relatório Anual do Estado Mental do Mundo, encomendado pela Sapien Labs, divulgado em março de 2023, mostra que o Brasil ocupou o terceiro pior índice de saúde mental em um ranking que contou com 64 países habilitados para a internet, ficando abaixo apenas da África do Sul e do Reino Unido. Segundo o estudo, 33,5% dos brasileiros, ou seja, uma a cada três pessoas, relataram diversos sintomas relacionados a transtornos mentais.”

Observando os dados vemos que esse transtorno vem assolando de forma drástica a vida das pessoas e que é de suma importância saber controla-lo.

“Estima-se que 12 bilhões de dias de trabalho são perdidos anualmente por causa da depressão e da ansiedade, custando à economia mundial quase 1 trilhão de dólares. Os dados são do relatório “Diretrizes sobre Saúde Mental no Trabalho”, publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em setembro de 2022, e confirmam a necessidade de se trazer o debate ainda mais à tona.”

É importante estar atento a rotina e as demandas (pressão) que são colocadas sobre a responsabilidade dos funcionários. Ter um estilo de vida em equilíbrio é um dos fatores importantes para ter uma vida pessoal e profissional livre de ansiedade.

No ambiente corporativo a ansiedade pode advir de diversas causas e as principais são: preocupação excessiva, prazos apertados e excesso de responsabilidade. Devemos estar atentos a cada um desses pontos, pois com o passar do tempo eles podem afetar o rendimento profissional e afetar a qualidade de vida.

Ao falar de prazos apertados, eles naturalmente são capazes de trazer uma sensação de ansiedade. Mas, ao falarmos de questões corriqueiras, entendemos que as mesmas dificilmente podem ser capazes de criar algum efeito negativo na saúde mental de uma pessoa que é saudável.

Em contrapartida, se os prazos apertados acontecerem repetidamente e com frequência, aí sim, pode gerar um desenvolvimento de um quadro de transtorno de ansiedade e essa pode passar a predominar a vida das pessoas e em pouco tempo sem buscar ajuda, pode passar a um quadro crônico.

É imprescindível ter atenção com a preocupação demasiada. No ambiente de trabalho é comum as pessoas ficarem preocupadas com o seu futuro dentro do quadro de funcionários e também com o seu futuro no mundo corporativo.

É importante o indivíduo que sofre com preocupação excessiva no trabalho buscar ajuda afim de que seja entendido se esse indivíduo também sofre dessa mesma questão em outras áreas da vida.

Ficar atento (a) em quais os momentos em que a preocupação se instaura facilitará a avaliação do caso.

Um outro campeão que devemos citar é o excesso de responsabilidade no trabalho. Esse é um quadro que leva a uma ansiedade crônica quando não vigiado. 

Profissionais que unem muitas funções ou que precisam estar gerindo várias pessoas ao mesmo tempo em sua rotina diária, infelizmente são fortes candidatos a desenvolverem um transtorno de ansiedade.

Quando está em uma profissão que oferece risco, estes deparam-se com possibilidades ainda mais reais. É imprescindível que este profissional tenha um acompanhamento profissional psicológico, seja qual for a função que desempenha. 

Como é sabido a ansiedade tem um vínculo muito forte com a escolha do estilo de vida. Mesmo que existam fatores como genética, tipos de personalidade, sexo ou gênero, traumas que facilitam o desenvolvimento da doença, os hábitos ainda são muito importantes e determinantes para o aparecimento e agravamento do transtorno de ansiedade.

Dessa forma é de suma importância gerir a sua rotina para eliminar os riscos de ser afetado (a) como milhões de pessoas, em especial quando se fala da rotina de trabalho.

Quando se trabalha durante longas horas de forma ininterrupta, entende-se que o rendimento profissional e a saúde das pessoas podem ser afetados. É indicado ter pequenas pausas e certamente elas lhe darão mais disposição para enfrentar o dia a dia.

No ambiente de trabalho não existe nada pior do que estar imerso em um monte de tarefas que terão que ser realizadas durante o dia e não saber por onde começar. Sabemos que no mundo corporativo isso é muito comum, em especial qual a pessoa assume a cadeira de um cargo que traz a responsabilidade de gerir o seu trabalho e o trabalho de outros colaboradores.

A dica de ouro é que seja feita uma lista de tudo é que precisa ser feito por ordem de importância, só assim você conseguirá aliviar seu estresse e aumentará a sua produtividade, tendo a sua ansiedade diminuída, pois dessa forma terá um maior controle sobre o que é mais importante de ser resolvido.

Um outro vilão da ansiedade no trabalho é a procrastinação. Sabemos que todas as pessoas em algum momento da vida protelam algo, mas assim como a ansiedade, quando procrastinamos muito estamos criando um fantasma que vai nos “assustar” e gerará mais estresse e consequentemente mais ansiedade.

Para resolver a procrastinação é importante ter um local de trabalho organizado e criar um hábito que aumente a sua eficiência na função que você exerce. 

Como falamos acima a mudança de hábitos é de suma importância para uma vida menos ansiosa e fazer atividade física é um hábito capaz de diminuir o estresse, os seus níveis de ansiedade e melhora de forma exponencial a sua saúde como um todo, bem como lhe dará mais disposição para enfrentar a sua rotina de trabalho. 

Procure um esporte que se goste e pratique. Tenha certeza que você verá muito rapidamente os lindos resultados no que tange a sua qualidade de vida.

Continue Reading

Trending

Copyright © MoneyFlash - Todos os Direitos Reservados. Site Parceiro do Terra